"A magia, a espiritualidade e o autoconhecimento são temas que sempre me interessaram. Por isto estudei astrologia e várias doutrinas espirituais e filosóficas. Continuo pesquisando e estudando infinitamente, e sinto como meu dever passar estes conhecimentos. É o que faço através de minhas histórias - nos livros - ensaios e crônicas. Sempre com muito prazer e gratidão, utilizando os dons que me foram ofertados: a imaginação e a escrita. O METAMORFOSE, fundado em 2008, foi o primeiro canal para esta expressão. Sejam sempre bem-vindos!"

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Rabiscos de Anna VI

"Não pense no caminho mais fácil, e sim, no que faz a sua alma pulsar... Muitas vezes o que parece mais fácil, se torna mais difícil, quando não é o que nos faz vibrar!"

(Anna Leão)



sexta-feira, 14 de abril de 2017

Rabiscos de Anna V

"Minha escrita é visceral. Ela vem da alma e das entranhas do meu corpo. É uma escrita simples, que "apenas" flui... E por isso seu significado pode ser entendido por todos. Pois ela não é elitizada, nem rebuscada e, talvez por isso, ela não seja estéril, e sim, fértil. Ela é poesia em movimento... "

( Anna Leão)

terça-feira, 4 de abril de 2017

Triste vício


Tristonho é o meu vício
Vício de te amar e de te esperar
Vício embriagante de sempre aguardar
Por uma palavra amena
Por um gesto sereno
Por esse olhar moreno.
E enquanto você não vem
Rabisco palavras avulsas que me fazem tão bem.
Aguardo o toque da campainha 
Para decifrar o sentido nas entrelinhas
Nas entrelinhas do teu gozo, do teu cheiro, do teu beijar
Para me deixar mais uma vez
Na esperança de tudo outra vez.


Por Anna Leão (favor mencionar autoria e fonte ao reproduzir este poema)


domingo, 26 de março de 2017

FECHANDO CICLOS...


O que seria dos começos se não fossem os finais? Quase sempre, para começarmos algo novo, precisamos promover um término. Precisamos largar, deixar ir, para podermos receber o novo. Para abrirmos  um novo capítulo em nossas vidas muitas vezes é necessário deixar morrer.

Geralmente são corações que se partem, lágrimas derramadas e um sentimento de fracasso. Isto normalmente acontece nos finais de relacionamentos amorosos. Namoros, casamentos, casos, enfim, não importa; o importante, por mais que seja sofrido o término, é olhar com outros olhos para ele. Não com um sentimento de fracasso, mas de gratidão. Não houve fracasso e, sim, aprendizado.  Houve maus e bons momentos, como em tudo na vida. Deu certo enquanto durou e é isto que importa.

 Nada dura para sempre e, muitas vezes, quando dura é por comodismo, por medo, enfim, por motivos que não ajudam o crescimento, a expansão e a fidelidade a nossa própria natureza. Diga-me: o que adianta ser fiel aos outros, se não formos fiéis a nós mesmos? Para sermos, realmente, fiéis a alguém, precisamos ser fiéis a nossa própria natureza. Pois se estamos mentindo para nós, estamos mentindo também para os outros. Por isto o autoconhecimento ser tão importante.  Precisamos nos conhecer profundamente para sabermos, de fato, quem somos, o que queremos e quais os nossos valores reais. Assim não fingiremos ser o que não somos, não prometeremos o que não podemos cumprir e, seremos autênticos e transparentes.

Temos a visão romântica do que até a morte nos separe, reforçada por uma sociedade que quer nos formatar a todo custo. Por isso uma família quando se desfaz é motivo de comoção. Mas existem muitas formas de ter uma família, de fazer parte de uma. Assim como existem muitas pessoas que não são talhadas para formar uma família, pelo menos de forma convencional. E como essas pessoas sofrem! Como vivem em conflito tentando se encaixar em um papel que não combina com elas.

Mas este texto sobre finais não está restrito só ao término de relacionamentos amorosos. Delonguei-me um pouco nele porque para a maioria das pessoas isto machuca muito. Mas há várias formas de sinais de finais de ciclos, tanto internos quanto externos. Se pararmos para pensar bem, veremos que em todas as mudanças significativas de nossas vidas há uma morte para haver um nascimento, ou mesmo, um renascimento. Quantas vezes precisamos largar uma profissão para podermos começar outra? Quando mudamos de cidade ou país, houve toda uma morte do estilo de vida que levávamos naquele lugar; uma morte de relacionamentos, contatos pessoais... E o novo se descortina em outro lugar, com nova energia, novas pessoas, novo modo de viver.

Para expandir é preciso deixar algo para trás, é preciso deixar morrer… Sejamos gratos por tudo que passamos, que aprendemos, que recebemos e tivemos a oportunidade de dar. Encaremos isso com um sorriso no rosto, uma leveza no coração e uma certeza de que um belo novo ciclo está por começar. 

Por Anna Leão (Favor mencionar autoria e fonte ao reproduzir este artigo).

quarta-feira, 15 de março de 2017

LUA AMARELA


A lua amarela veio me visitar
Em uma noite quente de verão, olho para o céu e a vejo
Linda, brilhante, redonda e majestosa
Abriga o sol dourado em seu ventre
Lua danada, safada e caprichosa
Me enche de glamour, fervor e ardor
E as horas não passam enquanto espero o meu amor
É nessa lua que gozo o gozo da mulher madura
Fatal, selvagem, jubilosa
Sereia certeira que encanta com seu canto
Louvando essa lua que os males espanta
.
Por Anna Leão (Favor mencionar fonte e autoria ao reproduzir este poema)


quarta-feira, 8 de março de 2017

Risonha



Liberando a caneta na mão, deixando os versos fluírem 
Trago no peito um coração que não deixa a vida sem graça
Rio, sorrio, "apalhaço" pra valer!
Esse é o meu jeito: doce e meigo
Jeito de menina faceira, mulher feiticeira
Gosto de rir, de me divertir
Sou sempre assim: humana e cômica
Por que chorar se posso rir?
Por que sorrir se posso gargalhar?
É tão triste saber que tudo tem fim
E talvez só aí as lágrimas possam cair
Deixando o molhado na face, que o sol vem secar
Pra novamente voltar a sorrir, rir e gargalhar...


Por Anna Leão (favor mencionar autoria e fonte ao reproduzir este poema)




terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Rabiscos de Anna IV

Resultado de imagem para estrelas gifs animados

ESTAR ABERTA AO NOVO É ESTAR SEMPRE CRESCENDO. LEVAR O NOVO ÀS PESSOAS É CRESCER CEM VEZES MAIS!

Por Anna Leão  

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Rabiscos de Anna III

Resultado de imagem para estrelas gifs animados
A sabedoria está presente em nosso íntimo. Para ter acesso a ela, devemos procurar as respostas cada vez mais em nós mesmos. Olhar mais para dentro do que para fora. 

Por Anna Leão